SAÚDE

13/05/2022 as 09:38

Mudança de estilo de vida é principal pilar para tratamento de fibromialgia

Doença que afeta principalmente as mulheres está ligada a fatores estressores


Divulgação/ Instagram<?php echo $paginatitulo ?>

Nesta quinta-feira, 12, foi o Dia Nacional de Conscientização e Enfrentamento da Fibromialgia, doença que afeta 2,5% dos brasileiros. Nesta sexta-feira, 13,  o especialista Igor Martins explicou alguns pontos que rodeiam essa patologia.

A doença que causa dores crônicas, em diversas partes do corpo, não tem uma causa específica conhecida pela comunidade científica. Entretanto, alguns indícios do que pode levar a crise da fibromialgia acontecer já são identificados. “O ritmo de vida da nossa sociedade contribui para fatores estressores que podem desencadear a doença. Além disso, a dor da fibromialgia não tem uma explicação relacionada ao físico, como uma lesão por exemplo. Não se sabe de onde vem”, explica o médico Igor Martins.

Já se sabe que a doença tem relação com o níveis hormonais do paciente, como a serotonina. Segundo o médico, o público mais afetado pela patologia são mulheres de 20 a 50 anos e além da dor, pode causar distúrbio do sono, fadiga e síndrome do intestino irritável.

Há remédios indicados para reduzirem as consequências causadas pela fibriomalgia porém o principal pilar do tratamento é a mudança de estilo de vida. “Inserir na rotina exercícios físicos, mudança na alimentação, regular o sono e até mesmo consultas com psicoterapeutas são importantes para melhorar a qualidade de vida de quem sofre com essa  doença.”, indica o Igor Martins.

Para mais informações sobre o assunto, o médico divulga sua página @dr_igormartins e do projeto, @qualidor_se


Colunistas


Tópicos Recentes