SAÚDE

12/05/2022 as 18:48

Casos de síndrome gripal voltam a lotar pediatria de maternidade


<?php echo $paginatitulo ?>

Pela segunda vez em menos de um mês, o setor pediátrico do Hospital e Maternidade Santa Isabel precisou restringir a entrada de pacientes na unidade por causa da grande quantidade de crianças internadas ou aguardando atendimento. A restrição se deu nesta quinta-feira, 12.

Segundo a maternidade, todos os leitos de internamento e de urgência estão ocupados. E a unidade já possui seis pacientes em estado grave aguardando vaga na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A orientação é que, caso o paciente esteja com sintomas leves, seja encaminhado à outra unidade de saúde. A Maternidade já está entrando em contato com outras unidades de saúde em busca de vagas.

Segundo a unidade, a maioria das crianças no local possuem sintomas gripais. Destas, seis estão em estado grave. ESegundo levantamento feito pela unidade, cerca de 72% das crianças que deram entraram no Hospital e Maternidade Santa Isabel, no mês de abril, apresentavam sintomas gripais.

Lotação

No último dia 5 de maio, a Maternidade Santa Isabel precisou restringir os atendimentos em seu setor pediátrico por causa da superlotação na unidade. Na época, todos os 22 leitos de internamentos estavam ocupados. No atendimento de urgência, a capacidade que era de 18 leitos, foi ultrapassada, sendo necessário incluir mais seis leitos, que também foram ocupados.


Colunistas


Tópicos Recentes