POLÍTICA

30/06/2022 as 03:05

Eleição para senador da República está completamente “aberta” em Sergipe

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Diferente do que ocorre na disputa para o governo do Estado, onde na avaliação deste colunista existe uma tendência para um “favoritismo” de um projeto governista, no embate pela única vaga de senador da República, aparentemente, continua muito “aberta” e completamente indefinida. Costumam dizer que “dois raios não caem no mesmo lugar”, mas neste caso (eleição para senador) Sergipe pode se tornar um caso a ser estudado. Ao ponto de que, talvez quem aparente ter menos chances possa sair vitorioso, como também um nome que ainda não esteja posto para a opinião pública.  


Este colunista faz esta análise olhando para um passado recente, para 2018 sendo mais preciso. Naquele pleito nomes bem conhecidos da sociedade sergipana estavam na disputa por duas vagas: o senador Valadares (PSB) buscava mais uma reeleição; o então líder do governo federal, André Moura (UB) tinha todo prestígio e um grande agrupamento; o já ex-governador Jackson Barreto (MDB) deixou o comando do Estado para disputar uma vaga; e o ex-deputado Heleno Silva (Republicanos) e grande liderança do Sertão trabalhava duro por uma cadeira no Congresso Nacional.  


Foram eleitos os menos cotados, segundo TODAS as pesquisas de intenção de votos realizadas em Sergipe: Rogério Carvalho (PT), derrotado na eleição de 2014; e o “neófito” na política, o delegado Alessandro Vieira (PSDB). Nos últimos 15 dias da campanha, este último cresceu assustadoramente. Muitos colunistas e cientistas políticos avaliam que seu crescimento se deu por descuido e esquecimento de seus adversários. A verdade é que naquela eleição sobrou “soberba” e faltou “humildade” para muita gente. E a “resposta” foi dada nas urnas...

 

Depois da eleição, até pela postura política de Alessandro Vieira, há quem diga que o perfil de sua vitória dificilmente se repetiria em Sergipe. Este colunista também chegou a ter esta percepção, mas como política não é “matemática”, ou seja, não é uma “ciência exata”, para que um novo “raio” não caia por essas terras, vai depender muito dos pré-candidatos ao Senado e de suas respectivas campanhas. Hoje o nome mais “badalado”, justiça seja feita, é o da delegada Danielle Garcia (PODE), que carrega o “recall” da eleição de 2020, quando disputou a Prefeitura de Aracaju e obteve uma votação muito interessante.  


Nomes bem conhecidos do eleitorado também concorrem à vaga, como Jackson Barreto, Laércio Oliveira (PP), André Moura (que pode também ir para Federal), Eduardo Amorim (PL), Mendonça Prado (PTB) e Valadares Filho (PSB); também estão na disputa Henri Clay (PSOL) e Airton Costa (DC). Para este colunista tudo ainda pode ocorrer nesta disputa, porque não dá para cravar qualquer favorito, inclusive não se descarta a chegada de um novo nome que ainda pode surpreender em outubro próximo. Vencerá aquele (a) que, além de propositivo (a), seja capaz de conquistar o “coração do povo sergipano”...

 

Veja essa!

Ainda repercute nas rodas políticas e em alguns setores da imprensa a inelegibilidade do pré-candidato a governador, Valmir de Francisquinho (PL). Ele fala em recurso junto ao TSE, mas a leitura deste colunista é que dificilmente o ex-prefeito de Itabaiana terá êxito para levar este projeto até o fim.  

 

E essa!

A grande verdade é que Valmir de Francisquinho deverá manter esta pré-candidatura até onde puder, para ajudar os proporcionais (deputados estaduais e federais), como também para tentar viabilizar e deixar competitivo um pré-candidato a vice, para seja substituído no decorrer da campanha. A troca, dentro dos prazos, é legal.  

 

Uma liminar

Um problema a mais para Valmir que, mesmo que consiga uma liminar para levar sua pré-candidatura, certamente encontrará dificuldades junto a possíveis investidores para apostar em um projeto que todos sabem que, no momento decisivo, Valmir não será o “cabeça de chave”.  

 

Bomba!
Essa dá trabalho para conseguir: alguns nomes já são dados como certos para exercerem mandatos de deputado estadual na Assembleia Legislativa. Ao ponto que três ou quatro nomes estariam sendo cotados para a presidência da Alese a partir de fevereiro do próximo ano. É aguardar...

 

Exclusiva!
Para matar a curiosidade dos leitores, este colunista só vai antecipar uma informação: um dos pré-candidatos a presidente da Assembleia já estaria trabalhando para ajudar possíveis colegas de parlamento a partir de fevereiro do próximo ano. A ”conta” é fácil: eu te ajudo hoje a chegar lá; amanhã tu me ajuda a comandar a Casa. Só tem “bobo”...

 

Maria do Carmo I

O Ministério da Saúde ampliou para o público geral a vacina contra a gripe em todos os Estados para conter o avanço de doenças virais que tem levado inúmeros brasileiros, sobretudo crianças, às unidades de saúde em busca de atendimento de urgência e emergência.  

Maria do Carmo II

“A gripe não pode ser subestimada. É de extrema importância que todos se imunizem, pois é no inverno que o vírus influenza tem maior circulação e incidência no Brasil, causando problemas respiratórios. A vacinação é uma ação coletiva e depende da contribuição de todos”, defendeu a senadora Maria do Carmo Alves (PP-SE).

 

Maria do Carmo III

Maria citou dados do Sistema Único de Saúde (SUS) mostrando que, só em janeiro deste ano, foram 1.515 mortes ocasionadas por gripe no Brasil. Em fevereiro, o número foi de 204. A alta de casos da doença, também, vem sendo alertada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que no início de 2022 registrou, no País, um aumento de 135% nas ocorrências de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que inclui vírus causadores da gripe. Especialistas têm chamado a atenção para possibilidade de surto no período do inverno. “É um cenário triste, cujos números e alertas não devem ser, em hipótese alguma, ignorados. É a ciência que deve nos guiar”, afirmou a senadora por Sergipe.

Gustinho Ribeiro I  

Um importante passo foi dado para a concretização de um antigo sonho de moradores de Gararu e do Sertão sergipano. Com o empenho do deputado federal Gustinho Ribeiro, foi assinada a ordem de serviço para a construção de uma adutora. Serão investidos R$ 12,4 milhões, via Departamento Nacional de Obras Contra a Seca - DNOCS, para a realização da obra. "Que vai levar água para o povo do nosso sertão, mais precisamente de Gararu. Essa adutora vai beneficiar milhares de sergipanos e transformar suas vidas", afirmou Gustinho.

 

Gustinho Ribeiro II

Durante a assinatura, o deputado destacou sua satisfação em participar da concretização de um antigo sonho da população do município. “A política só faz sentido se for pra gente deixar legado. Porque se for só pra gente receber o salário, pra mim não faz sentido. É na política que a gente pode melhorar a vida daqueles que mais precisam", ressaltou Gustinho Ribeiro.

 

Gustinho Ribeiro III

“E a construção dessa adutora é um exemplo desse poder de transformação social que a política tem. Uma obra que muitos achavam que jamais sairia do papel por conta do seu alto custo, mas trabalhamos em Brasília para garantir que ela seja uma realidade, pois seu valor social é muito maior", enfatizou o deputado Gustinho Ribeiro.

 

Zete de Janjão

A prefeita de Gararu, Zete de Janjão, comemorou a assinatura da ordem de serviço. “Este é um sonho que está se concretizando por meio de muito trabalho e dedicação para mudar a história do povo gararuense. Agradeço ao deputado Gustinho Ribeiro por esta parceria que vem rendendo muitos frutos para a população”, afirmou.

 

Nitinho I

Dados da Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE, referentes aos quatro primeiros meses deste ano, mostram que a geração de empregos continua sendo um dos maiores problemas a serem enfrentados no Brasil. Na avaliação do vereador Nitinho (PSD), pré-candidato a deputado federal, os números mostram a necessidade de mais ações para o desenvolvimento da economia.

 

Nitinho II

Em Sergipe, de acordo com a PNAD, 51,2% da população economicamente ativa está inserida no mercado de trabalho. “Precisamos melhorar ainda mais esses números”, avalia Nitinho. Em 2021, Sergipe apresentou saldo positivo de 14.694 postos de trabalho entre admitidos e desligados.

 

Nitinho III

“Vivemos ainda um momento em que a economia vem se recuperando. E em Sergipe não é diferente. Apesar dos esforços do Governo do Estado, que trouxeram grandes avanços, ainda precisamos de mais ações para ampliar o desenvolvimento econômico e, consequentemente, gerar mais empregos e renda para a população que hoje se encontra desempregada", afirma Nitinho.

 

Mais investimentos

A PNAD aponta que a taxa de desempregados em Sergipe é de 14,9%, com um nível de desocupação de 9%. "São 149 mil pessoas que estão em condição de desocupação. Os números demonstram a necessidade de mais investimentos para que o nosso estado consiga atrair novas empresas nos diversos setores da economia", salienta o pré-candidato.

“Calçadão Reinaldo Moura”

Em uma tarde histórica em Japaratuba, o ex-deputado federal André Moura acompanhou a prefeita Lara Moura, familiares, vereadores, amigos e moradores durante a entrega da reforma do Calçadão Radialista Reinaldo Moura. A obra foi viabilizada com recursos de André Moura e garante aos moradores um novo espaço de lazer e turismo, valorização para o comércio local, além da beleza da obra que conta com pergolados, canteiros centrais, jardinagem, acessibilidade e iluminação pública em Led.  

Resgate histórico

Durante a inauguração, diversos grupos folclóricos tradicionais de Japaratuba se apresentaram e prestaram homenagem ao filho ilustre que contribuiu com o desenvolvimento do município. Nas lembranças dos amigos, histórias peculiares sobre a vida de Reinaldo Moura, como o início da carreira radiofônica em Salvador, o legado de dedicação ao rádio, aos amigos, à família e, principalmente, o compromisso com o estado de Sergipe.

 

Lara Moura

Em seu pronunciamento, a prefeita do município destacou o quanto essa reforma traz de benefícios para o desenvolvimento socioeconômico do município. “Aqui é uma mistura de sentimentos, junto vem a saudade de Reinaldo Moura, um grande homem que tinha amor a essa terra e que esteve sempre presente em nossas vidas”, ressaltou Lara.  
 
André Moura

Emocionado, André diz que o novo Calçadão Radialista Reinaldo Moura manterá viva a lembrança do pai. “É muito difícil falar do meu pai. Mas ao mesmo tempo fico feliz em ver quantas homenagens foram e estão sendo feitas a ele. Também agradeço a prefeita Lara que teve a atenção e o compromisso de construir esse calçadão que foi o local onde meu pai nasceu, criou raízes e construiu amigos".

 

Olha a feira!

Já passou da hora de o Ministério Público Estadual, através da promotoria responsável, retomar com as fiscalizações nas feiras livres, públicas e particulares, da Grande Aracaju. Este colunista já vem alertando há algum tempo sobre as condições de conservação de muitos alimentos, com os freezers quebrados e/ou desligados.


Gambiarras

Este colunista é consumidor e frequenta, semanalmente, as feiras livres e, no caso do Augusto Franco, por exemplo, verifica com frequência a insatisfação dos feirantes que pagam mais caro pelas bancas e ainda sofrem sem clientes e com gambiarras para iluminar a feira. E com a chegada do inverno, o risco de acidentes e choques elétricos é ainda maior. Mas o Ministério Público parecer não ver nada disso...

 

Sem preparo

Pior é que nem os funcionários que circulam nas feiras, para dar informações e garantir a funcionalidade dos serviços, não estão preparados para controlar determinadas situações. A cobrança das bancas é regular, mas quando há um problema de falta de energia, por conta das gambiarras, às vezes os feirantes passam um turno inteiro tendo que comercializar seus produtos de forma indevida. Falta fiscalização...

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com




Tópicos Recentes