MUNICÍPIOS

20/01/2021 as 18:31

"Foi pra fazer o bem" disse Júnior de Amynthas, prefeito de Itabi, sobre ter tomado a vacina

Prefeito deu uma entrevista exclusivo ao programa Liberdade Sem Censura.

<?php echo $paginatitulo ?>

O Prefeito Júnior de Amynthas de Itabi, que virou notícias nacional por ter tomado a vacina para Covid-19, falou hoje sobre o assunto com exclusividade ao Programa Liberdade Sem Censura, da Liberdade FM, que é apresentado por Ewerton Júnior e Isabella Kassan.

Ao ser questionado sobre o por que tomou a vacina, o prefeito explicou que existia no município uma grande descrença sobre a eficácia da vacina e após os dois primeiros vacinados, uma enfermeira e um médico, a equipe técnica sugeriu que o governante tomasse a vacina. O mesmo chegou a questionar o protocolo do estado, mas foi informado que os municípios tinham liberdade para mudarem a ordem, apresentado inclusive um documento.

"Não foi por influencia, foi pra fazer o bem, pra mostrar a população que causava mal algum" disse o Prefeito sobre os motivos de ter se vacinado.

Sobre as acusações de que estaria se promovendo ele respondeu: " não fiz nada para me promover, não fiz nada ilícito no sentido de priorizar minha vacinação".

"Não houve questão de maldade, de furar a fila" complementou o Júnior.

O Prefeito disse que se quisesse agir em benefício próprio teria vacinado a sua família.

"Houve um erro, que já reconheci e pedi desculpas" disse Júnior de Amynthas pelo fato

O Prefeito afirmou ainda "fiz de coração e pra mostrar ao povo que a vacina é eficaz".

O Prefeito disse que não esperava o uma repercussão tão negativa do caso,mas que está com a consciência tranquila e que esse episódio é passado.

Ele afirmou que apesar das críticas, recebeu diversas manifestação de apoio e elogios a sua atitude.

Questionado se tomaria a segunda dose, ele disse que pretende tomar, mas que pedirá autorização ao Ministério e a Secretaria de Saúde.

"Em virtude do que aconteceu é preciso se precaver" disse o prefeito sobre a segunda dose

Sobre o episódio em que o ex-prefeito ateou fogo em documentos da prefeitura, Júnior de Amynthas afirmou que não tem informações sobre a investigação e que não foi chamado para prestar depoimento. Complementou dizendo que só esteve no local para acalmar a população.




Tópicos Recentes