EMPREENDEDORISMO

18/03/2021 as 08:37

Sebrae indica especialista para o Conselho Nacional de Proteção de Dados Pessoais e da Privacidade

O órgão consultivo será formado por 23 membros representantes do poder público e privado, Sebrae busca representar a cadeira empresarial. A escolha dos integrantes é feita em lista tríplice pelo presidente da República, Jair Bolsonaro

Agência Sebrae
Agência Sebrae<?php echo $paginatitulo ?>

O Sebrae indicou o especialista em proteção de dados pessoais, Diego Almeida, para integrar o Conselho Nacional de Proteção de Dados Pessoais e da Privacidade (CNPD) da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD). O Conselho será um órgão de caráter consultivo formado por 23 membros, representantes da sociedade e do poder público. Através da indicação, o Sebrae busca representar a cadeira empresarial dentro do colegiado. As indicações serão avaliadas em lista tríplice pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, reforça a importância de ter um representante do Sebrae no CNPD. “O objetivo é ser a voz das mais de 17 milhões de micro e pequenas empresas existentes no país. Com toda a sua capilaridade, o Sebrae pode atuar no colegiado levantando as principais pautas das MPE, buscando formas de sensibilizar as empresas sobre a importância da aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados. A cada dia que passa, nós vemos mais notícias envolvendo o vazamento de dados, por isso, é de extrema importância a proteção da privacidade. Os consumidores precisam ter segurança para fazer uma compra, seja ela online ou presencial. Fortalecer a proteção de dados é investir na nossa economia”, analisou Melles.

Quem é o indicado?

O engenheiro de computação Diego Almeida possui vasta experiência na área de tecnologia. Com pós-graduação em governança de tecnologia, Diego é certificado internacionalmente em segurança da informação e proteção de dados. Com mais de dez anos de colaboração no Sebrae, há cinco anos vem se dedicando à segurança da informação e proteção de dados na instituição. Reestruturou todos os processos de segurança da informação, elaborou as políticas privacidade, de segurança e classificação da informação, gestão de dados pessoais entre outras, incluíndo o programa de governança em privacidade conforme art. 50, § 2º, I da LGPD. Em 2020, criou o projeto de adequação à LGPD para o Sebrae, o trabalho foi premiado pelo ISH Cyber Security Fórum como melhor projeto de adequação à LGPD para cibersegurança.

“Como conselheiro da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) poderemos atuar proativamente na defesa dos micro e pequenos negócios. A adequação à Lei Geral de Proteção de Dados é uma questão que ainda gera muitas dúvidas para esse segmento empresarial, nós podemos ser a conexão entre a legislação e a aplicação da norma na prática. O Sebrae já realiza um trabalho fantástico no sentido de promover a inovação e o empreendedorismo no país, poder integrar esse órgão vai ser mais um avanço nesse sentido”, declara Diego Almeida.

 




Tópicos Recentes