30/07/2020 as 10:37

Reabrir Escolas e o Comércio Nesse Momento é um Crime Contra a População Brasileira.

Confira a coluna Consciência e Resistência desta semana com Linda Brasil

Consciência e (R)Existência

Diversidade e Direitos Humanos
Por Linda Brasil.
<?php echo $paginatitulo ?>

O Brasil está tendo uma demonstração de incompetência governamental e do genocídio da sua população, como acontece com os EUA, seu aliado, por falta de uma política de saúde pública juntamente com uma rede de segurança econômica e proteção social eficazes para combater a pandemia provocada pela Covid-19. Até hoje, 29 de julho, já são quase 2.500.000 pessoas infectadas e mais de 90.000 mortes. Em Sergipe são 55.000 infectadas e 1.390 mortes e, somente em Aracaju, já são 28.000 que contraíram a doença e 525 óbitos.

 

Mesmo com o aumento do índice de infectados/as em várias cidades do Brasil, alguns governantes, de forma precipitada e irresponsável, querem reabrir o comércio, escolas, academias, shopping's center's, etc. Essa atitude criminosa acontece no momento em que percebemos o crescimento da infecção principalmente nas cidades do interior que não têm estrutura de saúde adequada. Também é perceptível o aumento de casos de Covid-19 nas periferias, como ocorre em Aracaju, onde cresce a infecção nos bairros 18 do forte e Santos Dumont.

 

Grandes empresários gananciosos ligados a certos governantes irresponsáveis e incompetentes usam o discurso mentiroso de que a economia não pode parar e que precisamos abrir os estabelecimentos para manter empregos. Será que eles estão preocupados com o/a trabalhador/a ou com a manutenção do seu patrimônio e de seus lucros à custa da exploração da classe trabalhadora? Cadê a preocupação com a vida? Será que ela vale menos que o lucro? Muito estranha toda essa motivação para reabertura do comércio e escolas agora que a infecção está diminuindo nas classes sociais mais altas e aumentando nas periferias. Será que algumas vidas valem menos?

A volta às aulas presenciais nesse momento contribui com a mortandade de crianças e adolescentes, estudantes em geral. Nossas escolas não têm estrutura para evitar o contágio, devido a superlotação e a questões de controle de higiene pessoal, principalmente na rede pública. De acordo com a FIOCRUZ, a reabertura das escolas, sem a descoberta de uma vacina, colocará em risco 9,3 milhões de idosos e adultos (4,4% da população do país) com problemas de saúde e comorbidades. Lembrando, ainda, que cada vez mais crianças e adolescentes, sem nenhum histórico de doença anterior, estão indo a óbito por causa da Covid-19. Esses políticos e empresários da educação não sentem compaixão e amor pelos seus/suas filhos/as? Ou também para eles/as a manutenção dos seus negócios vale mais que a vida de crianças e adolescentes? Até que ponto chegou a civilidade humana!

Conforme auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União) o governo federal só investiu 29% da verba emergencial que foi destinada ao combate da Covid-19, e já completamos dois meses sem Ministro da Saúde. Essas atitudes demonstram o quanto o governo está despreocupado com as vidas da população brasileira. Além disso, as verbas destinadas para ajudar as empresas a se manterem no isolamento social não foram totalmente usadas ou foram destinadas para os grandes bancos que aumentaram seus lucros nesse período. Conforme anúncio do Banco Central, no início da pandemia, o governo liberou quase R$ 2 trilhões para os bancos e para grandes empresas cujas reservas já seriam suficientes para manter as despesas com o quadro de funcionários, que não precisariam ser demitidos. Entretanto, de acordo com denúncias, as instituições bancárias e de créditos estão dificultando a liberação de recursos para os microempresários, que não estão recebendo apoio dos Estados e Municípios. Cadê os recursos derivados dos impostos que os governantes alegam usar para salvar vidas?

Não podemos reabrir os estabelecimentos, principalmente onde existe grande aglomeração de pessoas, como centros comercias e escolas, nesse momento em que a curva da infecção ainda está crescendo ou mantendo-se estável e aumentando em alguns Estados, sem que seja liberada uma vacina para proteger as vidas. A flexibilização do comércio e reabertura das escolas é o prenúncio da morte de parcela da população. Um comportamento genocida, e espera-se que esses governantes sejam julgados e condenados por esse crime contra a humanidade.




Tópicos Recentes