A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou o boletim epidemiológico do coronavírus, com 769 casos e oito novos óbitos. Em Sergipe, 114.685 pessoas já testaram positivo para a Covid-19 e 2.508 morreram. Todos os oito óbitos estavam em investigação e foram confirmados. Até o momento, 101.564 pacientes foram curados. As oito mortes foram: homem, 77 anos, de Aracaju, com hipertensão; homem, 62 anos, de Aracaju, com melanoma e hipertensão; mulher, 92 anos, de Lagarto, com diabetes e alzheimer; mulher, 74 anos, de Itabaiana, sem comorbidades; homem, 71 anos, de Laranjeiras, com cardiopatia; mulher, 94 anos, de Nossa Senhora do Socorro, com hipertensão, diabetes e cardiopatia; mulher, 72 anos, de Propriá, com hipertensão e diabetes; e homem, 39 anos, de São Cristóvão, com hepatopatia. Foram realizados 251.985 exames e 137.300 foram negativados. Estão internados 325 pacientes, sendo 172 em leitos de UTI (122 na rede pública, sendo 98 adultas e 24 pediátricas; e 50 na rede privada, sendo 47 adultas e 3 pediátricas) e 153 em leitos clínicos (97 na rede pública 56 na rede privada). São investigados mais cinco óbitos. Ainda aguardam resultado 3.254 exames coletados. Foram ampliados transitoriamente os leitos de UTI neonatal da MNSL para 23 leitos devido o aumento de casos de infecção pelo SARS- CoV-2 entre os RN internados. Além disso, 4 RN estão em Unidades Intermediárias. A grande maioria não apresenta sintomatologia compatível com COVID-19, mas pela detecção do vírus através do RT-PCR há necessidade de manter medidas de isolamento. Todas as outras medidas para evitar a disseminação do vírus naquele ambiente foram tomadas. Mais detalhes sobre o novo boletim epidemiológico da Covid-19 em sergipecontraocoronavirus.net.br.

ITABI

A gestão municipal de Itabi, que tem à frente o prefeito Júnior de Amynthas (DEM), emitiu nota de esclarecimento, neste domingo (03), comunicando o ocorrido na sede da Prefeitura, sábado (02) quando o ex-prefeito, Mané do Povo (PSD), acompanhado de algumas pessoas, colocou fogo em documentos e tentou atear em outros, não conseguindo devido à chegada da Polícia ao local. Segundo a nota, “devido ao incidente, o prédio foi lacrado pela polícia técnica, que recolheu materiais queimados e partes de outros que seriam queimados para a devida perícia. O ex-prefeito foi conduzido à delegacia de Nossa Senhora da Glória, onde o caso será apurado. A partir desta segunda-feira, o prefeito Júnior de Amynthas estará despachando na sede da Secretaria Municipal de Educação. Todas as demais secretarias funcionarão normalmente, dando continuidade aos serviços públicos essenciais à população. Além de aguardar a apuração dos fatos, a Administração Municipal encaminhará ao Ministério Público Estadual e ao Tribunal de Contas do Estado, junto com os relatórios de transição, um pedido de realização de auditoria nas contas da gestão passada. A Prefeitura confia nos órgãos de controle e no trabalho da Polícia Civil sergipana para se apurem as razões que levaram o ex-prefeito a destruir documentos públicos. E que para não atrapalhar as investigações, o atual gestor ou qualquer outro integrante da sua equipe não falarão publicamente sobre o episódio”.

OITIVA

A Polícia ouviu na noite de sábado, 2, Manoel Alves de Oliveira, conhecido como Mané do Povo (PSD), ex-prefeito de Itabi. Ao lado de outras pessoas, o ex-prefeito invadiu a prefeitura e tocou fogo em documentos. Nas eleições de 2020, Mané apoiou Rubens Feitosa de Melo (PSD), que perdeu o pleito. O delegado enviou peritos para lavrarem auto do flagrante na Prefeitura de Itabi. A Polícia informou que o ex-prefeito tocou fogo em papéis da prefeitura. Populares foram para a frente da sede da prefeitura e vaiaram o ex-prefeito na sua saída. Rubens foi processado pela Procuradoria Regional Eleitoral, que o acusou de compra de votos. A Ação praticada pelo ex prefeito, parece ratificar ainda mais a decisão popular expressada nas eleições que derrotaram o ex prefeito e seu candidato a gestor municipal. O sertão sergipano não pode virar palco para atitudes como estas, que tentam demonstrar através da força do poder o que as urnas demonstraram com a vontade de mudança.

DEFESA DE VALDEVAN

O Sindicato dos Motoristas Rodoviários de São Paulo (Sindmotorista) fez uma assembleia geral para defender a sua principal liderança, o deputado federal Valdevan Noventa (PL). O parlamentar é citado pela Rede Globo de Televisão numa reportagem que acusa o secretário geral do sindicato, Francisco Xavier, chamado de “Chico Propina”, de receber dinheiro sujo das empresas de ônibus paulistas. A matéria lembra, inclusive, o processo que Valdevan responde em Sergipe, sob a acusação de compra de votos nas eleições de 2020. O presidente em exercício do Sindmotorista, Valmir Santana da Paz, o “Sorriso”, afirma que grande parte da denúncia feita pela Rede Globo não passa “de velhas retaliações e perseguições políticas. Nem mesmo as partes e seus advogados estão tendo acesso às informações, mas a imprensa tem dados exclusivos antes dos próprios interessados”, afirma o dirigente sindical. Segundo “Sorriso”, embora a assessoria do sindicato tenha encaminhado vasto material esclarecendo os questionamentos dos jornalistas, a Rede Globo ignorou trechos importantes. O presidente “Sorriso” também achou um exagero da Rede Globo em atrelar o inquérito que apura denúncias sobre pagamento de propinas a sindicalistas paulistas ao processo que o deputado federal responde na Justiça Eleitoral. “A emissora ignorou a decisão favorável que Valdevan Noventa obteve no Tribunal Superior Eleitoral e que aponta erros na conduta do Ministério Público sergipano”, afirma “Sorriso”. O parlamentar sergipano é acusado de usar pessoas humildes como doadoras de recursos à sua campanha eleitoral. Por conta desse processo, ele chegou a ser preso, tendo sido diplomado como deputado na cadeia de Estância.

DIFICULDADES

O governador Belivaldo Chagas voltou a destacar,  sua preocupação com o crescimento do número de pessoas com Covid-19 internadas em leitos de hospitais no estado. A informação foi dada durante uma entrevista onde falou sobre as dificuldades em 2020 por causa da pandemia e da expectativa de um 2021 mais próspero para todos os sergipanos.  Belivaldo deixou claro que não há discussão, neste momento, sobre fechamento do comércio. “A preocupação não é fechar o comércio, é não ter mais pessoas internadas. Temos como objetivo salvar vidas e nossa maior preocupação é quando precisamos de mais leitos e não ter profissional”, disse o governador. O governador pontuou ainda que para manter os casos da Covid-19 sob controle, a força tarefa do Estado, formada pela Secretaria de de Estado da Saúde, Defesa Civil, Polícia Militar e Procon, apertou a fiscalização dos protocolos. “Além disso, aumentamos novamente o número de leitos exclusivos e contamos com a colaboração de todos. Não adianta o Governo fazer a sua parte e algumas pessoas continuarem se aglomerando e sem usar máscara, agindo como se nada estivesse acontecendo”, pontuou um Belivaldo preocupado. 

FIES

O prazo para renegociação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foi prorrogado até o dia 31 de janeiro. A decisão foi do Comitê Gestor do Fies, que editou resolução publicada no publicada no Diário Oficial da União. A medida permite que mais estudantes tenham a oportunidade de renegociar suas dívidas. O prazo anterior era até a última quinta-feira (31). “Um dos benefícios imediatos, a partir da adesão ao programa, é a retirada da inscrição dos nomes do financiado e de seus fiadores dos cadastros de devedores inadimplentes, sendo alterado o cronograma de vencimento das parcelas de amortização”, disse o secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Wagner Vilas Boas de Souza. Podem participar da renegociação estudantes que tenham contratos firmados até o segundo semestre de 2017, com débitos vencidos e não pagos até 10 de julho de 2020, data em que foi publicada a Lei nº 14.024/2020, que criou o programa de regularização. Para obter o benefício, os contratos também não podem ser objeto de ação judicial.