27/01/2021 as 05:05

A política é a arte do diabo, disse ex senador

Valadares abriu o bico e falou sobre 2022

Política Online

Política
Por Ewerton Júnior
<?php echo $paginatitulo ?>

O ex senador Antônio Carlos Valadares (PSB) reapareceu depois da Covid-19 e parece que com gosto de gás. Valadares escreveu: quem estiver pensando que a pandemia está impedindo uma forçação de barra para a viabilização,  dentro do bloco do governo, de nomes com vistas à sucessão de 2022, está muito enganado. Movimentam-se nos bastidores, procurando fortalecer suas pretensões, os deputados federais Laércio Oliveira (SD), Fábio Mitidieri (PSD) e o senador Rogério Carvalho (PT). Todos lutam pela preferência do governador Belivaldo Chagas. É bem possível que neguem publicamente, mas a verdade é que só pensam naquilo e agem com muita devoção a esses afazeres futuristas. Eles sabem que Belivaldo não tem voto. Mas tem o governo em suas mãos, a caneta pra nomear ou demitir, mexer em secretarias e órgãos do governo, e dispõe, ainda, do poder para anular privilégios e vantagens de empresas que sobrevivem às custas do erário".

Valadares continuou dizendo, que "esse poder transitório de alterar o conforto de muita gente para mais ou para menos, num Estado pequeno e pobre como Sergipe, que é altamente dependente do poder público, impede, salvo no campo da oposição, posicionamentos de ordem política sem o carimbo do governo, os quais, se não forem cuidadosamente sopesados poderão gerar perdas de difícil reparação.  É aí onde está o “x” da questão, o sonho de quem milita na oposição ver quebrada a aliança governista, para a partir daí drenar em seu favor o caminho do poder. Há quem pregue o contrário, de  que nem que a vaca tussa tal fato não se consumará.  A não ser que aconteça,  como acreditam os supersticiosos, algo que chamamos de imponderável cujo encadeamento escapa à visão de um simples mortal. Em todo caso, devemos compreender que a atração que o poder exerce é uma  realidade na região Nordeste, e a situação de Sergipe não pode ser diferente, onde, aliás,  predomina quase sempre a vontade do grupo político que tem ao seu lado a força do governo"

Apóa varias avaliações do ex senador inclusive sobre a sucessão da linda Simão Dias, o ex senador disparou a sua arma, dizendo que o governador Belivaldo tem uma bala na agulha para a sua sucessão em 2022. E essa bala atende pelo nome de Edvaldo Nogueira. Sobre o assunto disse Valadares, "pode ser que Edvaldo seja picado pela mosca azul e resolva renunciar a prefeitura para disputar o governo, fato que agradaria sobremaneira ao governador Belivaldo, uma vez que a sua correligionária do PSD, e sua protegida, a delegada Katarina sentaria na cadeira hoje ocupada pelo ex-comunista para exercer um mandato com duração de dois anos e nove meses. Aí é onde a porca torce o rabo, pois esse é o projeto tentador de Belivaldo, uma bala na agulha à espera para ser disparada. Mataria dois coelhos de uma só cajadada, deixando no governo como seu sucessor o mais recente e leal amigo e na prefeitura a mais nova e fiel amiga que a política arranjou para ele, se a eleição vingar. Como eu costumo lembrar: “A política é arte do diabo!”, finalizou o ex senador. 

CARNAVAL

O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD), já está decidido e vai manter o ponto facultativo da terça-feira de Carnaval, no feriadão que compreende o período entre 13 a 16 de fevereiro. A informação foi obtida com exclusividade e confirmada com fontes do Governo de Sergipe. O decreto mantendo o ponto facultativo será publicado hoje. A decisão do governador é tomada praticamente uma semana após ele afirmar que não vai autorizar festas de cunho carnavalesco em Sergipe. Apesar de ter considerado a possibilidade de adiar o ponto facultativo de Carnaval, Belivaldo Chagas recebeu questionamentos de setores da economia sobre o adiamento da data. Alguns serviços consideraram que poderia ser prejudicial à economia alterar a data. Apesar de ter mantido o Carnaval, a medida anunciada pelo Governador não permitindo festas de Carnaval continuará prevalecendo.

EVANGÉLICOS

A articulação começou a ser discutida nesta nova legislatura, já que o número de vereadores evangélicos subiu de 3 para 5. A lista é formada por Eduardo Lima (Republicanos), Dra. Emília Corrêa (Patriota), Fábio Meireles (PSC), Ricardo Marques (Cidadania) e Pastor Diego (PP). Segundo o vereador, Eduardo Lima, a criação da bancada tem o objetivo de “debater e tratar de assuntos voltados às questões religiosas e psicológicas do município”. Em reunião realizada, esta semana, na sede da Câmara de Vereadores, foram traçadas as primeiras metas da frente parlamentar. Entre os temas abordados, está a regularização de templos religiosos de todos os credos e crenças. Segundo o vereador, Ricardo Marques, “a iniciativa é um importante instrumento para ampliar o debate e representação das instituições religiosas”. O encontrou também teve a participação de vereadores não evangélicos, que se interessaram no assunto e deram importantes contribuições, como é o caso do vereador Isac (PDT), que destacou a “importância de se debater e preservar pensamentos e ideais cristãos, independente do credo”.

FICALIZAÇÃO SURPRESA I

O gabinete compartilhado do Cidadania, composto pelo senador Alessandro Viera, pelos deputados estaduais Georgeo Passos, Kitty Lima, Dr. Samuel Carvalho e pelos vereadores Sheyla Galba e Ricardo Marques, realizou uma fiscalização surpresa no Hospital João Alves em Aracaju, na manhã desta terça-feira (26). O objetivo da visita foi verificar o funcionamento do setor de oncologia do hospital.  A fiscalização aconteceu após os parlamentares receberem diversas denúncias de que a máquina de radioterapia não estava funcionando. O vereador Ricardo Marques disse que recebeu muitas denúncias sobre o não funcionamento “Acompanhamos o retorno do funcionamento da máquina de radioterapia que estava quebrada há 12 dias. Recebi diversas reclamações de pessoas que fazem o tratamento e que moram em outras cidades e que vieram até o hospital e não foram atendidas”. Para a vereadora Sheyla Galba, a manutenção da máquina de radioterapia deve ser realizada aos finais de semana para não comprometer o tratamento dos pacientes. “Já solicitamos à Secretaria de Estado da Saúde que a manutenção da máquina seja feita aos finais de semana, para que os pacientes não sejam prejudicados, pois toda vez que a máquina quebra, o paciente tem que reiniciar o tratamento em outro aparelho e isso afeta o emocional deles. Não vou descansar enquanto Sergipe não tiver um tratamento oncológico digno.”

FISCALIZAÇÃO SURPRESA II

Na opinião dos deputados, Dr. Samuel Carvalho criticou a falta de gestão do Governo. “É inadmissível que uma máquina de radioterapia quebre tanto. São pacientes com o tratamento interrompido por falta de gestão do Governo. Solicitaremos nos próximos dias cópia dos contratos das empresas que mantém essa máquina em condições de uso”. A deputada Kitty Lima destacou a importância das ações do gabinete compartilhado. “A fiscalização de hoje foi mais uma ação do gabinete compartilhado, um projeto pioneiro e revolucionário que une os gabinetes de parlamentares municipais, estaduais e do Senado Federal para a criação de uma agenda de atuação única, fortalecendo o trabalho em prol do povo sergipano. Continuaremos buscando a transparência e agilidade em suas resoluções”. Para o deputado Georgeo Passos, os serviços oncológicos de Sergipe sempre foram precários. “Sabemos que esses problemas na oncologia são recorrentes. A qualidade dos serviços não é boa e o atendimento é muito precário. A fiscalização que fizemos hoje foi importante para ouvirmos também a gestão e dar os encaminhamentos necessários para resolver esse problema”.

BR 101

O deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) acompanha as obras de duplicação da BR 101 no estado e celebra conclusão do encabeçamento da ponte sobre o rio São Francisco em Propriá, na divisa entre Sergipe e Alagoas. A abertura do acesso está prevista para a próxima quinta-feira, 28 e, na opinião do parlamentar, proporcionará mais mobilidade e segurança aos usuários e motoristas. “Quando iniciei na Assembleia, a BR 101 foi uma das prioridades do meu trabalho. Estive por diversas vezes na ponte de Propriá e a situação das cabeceiras era de total abandono. Agora, com mais esse trecho concluído nesta obra tão importante, sem dúvida, teremos mais desenvolvimento para Sergipe, fortaleceremos o turismo e, principalmente, o número de acidentes será reduzido. Estarei em Propriá para acompanhar esse momento histórico, esperado por mais de 20 anos”, afirmou o deputado. No início do mandato, em fevereiro de 2019, Zezinho Sobral criou a Comissão Temporária de Representação Externa da Assembleia Legislativa para fiscalizar e cobrar celeridade das obras que, até então, estavam paradas. Neste mesmo mês, o deputado gravou um vídeo em todo o trecho da BR 101 Norte, disponível nas redes sociais, relatando os problemas encontrados partindo de Aracaju e indo até Propriá e, desde então, iniciou a maratona de reuniões na superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em Aracaju e em Brasília.

LGBTQIA+

A vereadora Linda Brasil (PSOL), protocolou um importante requerimento solicitando da Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal de Saúde, informações acerca de projetos, ações, políticas públicas e cronograma sobre o atendimento à população LGBTQIA+. No documento, ela também pauta a construção do Ambulatório Trans e do atendimento desta população no Centro de Referência da Mulher. O requerimento ainda passará pelo plenário da Câmara Municipal de Aracaju para ser aprovado. Ao mesmo tempo parlamentar, através de ofícios pede informações a SMS sobre estes assuntos e sobre o plano municipal de vacinação. Está marcada uma audiência para amanhã, 27, com a secretária Waneska Barbosa e a parlamentar, para o acompanhamento dos projetos e ações na rede de saúde do município. Entre os dias 27, 28 e 29 de janeiro, acontece em Aracaju a Semana da Visibilidade Trans, atividade de fundamental importância que traz como objetivo estimular reflexões acerca do enfrentamento as diversas formas de violência e LGBTransfobia e ações de valorização das identidades LGBTQI+. É realizada pelo conjunto de movimentos LGBTQI+ e apoiada pela Mandata da vereadora Linda Brasil.

 




Tópicos Recentes