POLÍTICA

27/10/2020 as 03:46

Segundo pesquisas, Valadares, André ou Jackson seriam senadores atualmente!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Este colunista não quer tirar o mérito dos institutos de pesquisa sobre a intenção de voto do eleitorado, mas também não vai se negar, em respeito aos leitores, de trazer uma “lembrança” não muito distante, ou melhor, ainda bem recente e que está na memória de muita gente: a disputa pelas duas vagas de senador da República por Sergipe em 2018. Como o 1º turno daquele pleito foi realizado no dia 7 de outubro, este colunista pegou como “referência” uma pesquisa IBOPE, feita e divulgada faltando pouco mais de 15 dias para aquela eleição.

 

Encomendada pela TV Sergipe, ela foi realizada entre 17 e 19 de setembro de 2018, e foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número SE-09662/2018, ouvindo 812 eleitores, com um nível de confiança de 95% e uma margem de erro de 3% para mais ou para menos. Conforme aquele levantamento, o então senador Valadares (PSB) estaria reeleito com 26% das intenções, seguido de André Moura (PSC) com 21% e Jackson Barreto (MDB) com 18%. O quarto colocado na pesquisa era o Pastor Heleno (Republicanos) com 15%.

 

Os dois senadores eleitos naquela disputa, menos de 20 dias depois, Rogério Carvalho (PT) e Alessandro Vieira (Cidadania), pontuaram na pesquisa com 12% e 10%, respectivamente. Completaram a pesquisa a professora Sônia Meire (PSOL) com 5%, Henri Clay (PPL) com 4%, professor Jossimário (PSOL) e Adelson Alves (Patriota) com 2% cada e Cadu Silva (PSL) e Reynaldo Nunes (PV) com 1%; Clarckson Messias (PSTU) tinha 0%.  Ainda segundo o IBOPE, em setembro de 2018, 27% votariam branco ou nulo na vaga um e 36% na vaga dois; 24% disseram não saber.

 

Este colunista fez este “apanhado” num passado recente para provar ao leitor/eleitor em geral que, nem sempre as pesquisas que são divulgadas retratam o sentimento das pessoas, o “som que vem das ruas”; se alguém tem algo a contestar ou questionar sobre resultados de pesquisas atuais, que o faça judicialmente, acione o Ministério Público e a Justiça Eleitoral. Uma prova real está no levantamento acima, na disputa pelas duas vagas de senador da República, quando nenhum instituto antecipava que Rogério e Alessandro Vieira venceriam aquela eleição.

 

“De volta para o futuro”, este colunista se baseia agora nos levantamentos divulgados, recentemente, na disputa pelo comando da Prefeitura de Aracaju. Para alguns setores, a reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) é apenas “uma questão de tempo”; mas faltando mais ou menos os mesmos 20 dias para a eleição, este colunista insiste que a corrida continua indefinida e que tudo é possível, desde a uma ainda improvável vitória no 1º turno, como também por uma mudança de configuração política excepcionalmente para o segundo turno.

 

Quem está na frente precisa acreditar que a eleição só acaba (pelo menos no 1º turno) às 17 horas do próximo dia 15. Como também, quem não aparece na dianteira, não pode desanimar e não custa acreditar até o fim. Faltando 20 dias para a eleição, em 2018, Rogério e Alessandro estavam fora do páreo! Segundo as pesquisas da época, Valadares, André ou Jackson seriam os senadores eleitos atualmente! E se um deles ou os dois desistissem naquele momento? A melhor pesquisa ainda é a manifestação popular. É o voto na urna quem decide uma eleição...

 

Veja essa!

Contratado pela TV Atalaia, o Instituto Dataform realizou uma pesquisa para prefeito de Aracaju, ouvindo 600 eleitores, entre os dias 21 e 22 de outubro, com uma margem de erro de 4% para mais ou para menos e um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob o número SE-09284/2020.

 

E essa!

Pelo levantamento o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) lidera com 35,83%; seguido da Delegada Danielle (Cidadania) com 16,50%; Rodrigo Valadares (PTB) com 4,67%; Márcio Macêdo (PT) com 3,83%; Georlize (DEM) com 1,33%; Lúcio Flávio (Avante) com 1,17%; Almeida Lima (PRTB) com 0,83%; Alexis Pedrão (PSOL) com 0,67%; Delegado Paulo Márcio (DC) com 0,33%; Gilvaní Santos (PSTU) com 0,17%; e Juraci Nunes (PMB) com 0,17%. Que não sabe/não respondeu foram 18,50%; Branco/Nulo forma 16%.

 

Rejeição

Edvaldo também lidera disparado no quesito “rejeição” com 26,33%; Danielle vem em seguida com 12,33%; Almeida Lima com 8,33%; Rodrigo Valadares com 7,33%; Márcio Macêdo com 3,50%; Delegado Paulo Márcio (DC) com 1,67%; Georlize com 1,17%; Alexis Pedrão com 0,83%; Gilvaní Santos com 0,17%; Juraci Nunes com 0,17%. Não sabe ou Não respondeu são 27,83% e branco ou Nulo somam 10,33%. O candidato Lúcio Flávio não foi mencionado.

 

Análise I

Olhando friamente os números, este colunista tem duas constatações: a primeira é que eles divergem quase que completamente do levantamento feito e divulgado pelo IBOPE, contratado pela TV Sergipe, na última quinta-feira (22). Feito entre os dias 20 e 21, com 504 eleitores e com uma margem de erro de 4% para mais ou para menos, 95% de confiança e registrada sob o número SE-08376/2020.

 

Análise II

Comparando um com o outro, Edvaldo foi de 34% para 35,83%, Danielle caiu de 19% para 16,50% e Rodrigo, que havia chegado a 10%, teria agora “desabado” para 4,67%, isto dentro do mesmo intervalo em que as pesquisas foram realizadas. Os números “não batem” e, no quesito “rejeição”, a “disparidade” é ainda mais conflitante.

 

Análise III

Segundo o IBOPE, Almeida Lima seria o “campeão da rejeição” com 47% e segundo o Dataform ele só é rejeitado por 8,33%; Edvaldo teve 28% e 26,33%, respectivamente; Rodrigo teve 31% e agora 7,33%; Danielle teve 25% e agora 12,33%; Márcio Macedo que teve 22% e agora tem 3,50% de rejeição. Ou seja, há uma disparidade gritante entre as duas pesquisas.

 

Alô Santa Luzia!

Em Santa Luzia do Itanhy foi indeferida a candidatura a prefeito de Adauto do Amor por conta de contas rejeitadas em períodos em que o mesmo exerceu o cargo de prefeito do município! Mas o que chamou a atenção deste colunista, essa semana, foram as informações recheadas de improbidades praticadas pelo atual gestor com a complacência de um secretário! A “fonte” ficou de detalhar todos os atos praticados pelo atual gestor e assegura: “não resta dúvida que ele também deverá ter sua candidatura impugnada e com certeza terá muita dor de cabeça para responder por atos arbitrários e inconsequentes”. Isso ainda vai dar o que falar...

 

PSDB repudia

Em nota pública, o PSDB Sergipe repudia veementemente o ataque do candidato Edvaldo Nogueira, em seu programa eleitoral, ao radialista Carlos Magalhães, o “Magá”, candidato a vereador. “Edvaldo desrespeitou a história de Magá, um homem de bem, íntegro, respeitado e querido por todos. O partido se solidariza com Magá e se coloca à disposição para o que for preciso. É lamentável a atitude do prefeito que, com tal postura, demonstra que é capaz de fazer qualquer coisa pelo poder, inclusive tentar macular a imagem de pais de família sérios, honrados e honestos”. Só não pode é perseguir o comunicador...

 

Já é Natal?

O “fenômeno” do período eleitoral é realmente surpreendente! Antecipa as coisas! Ontem, no bairro 13 de Julho, havia uma forte movimentação dos homens daquelas conhecidas empresas contratadas pela Emsurb para a realização dos serviços de limpeza pública e arborização. Tudo normal se já não fosse o “aspecto natalino” que já estão dando. E olhe que ainda estamos em outubro, mas mesmo em tempos de crise, o “Papai Noel” este ano deve trocar o “trenó” por um veículo mais “veloz”! Hohoho...

 

Jogo sujo!

“Forças ocultas” estão atuando e “conspirando” para prejudicar, diretamente, a candidatura a vereador de Aracaju de um empresário bastante conhecido, que faz parte do mesmo agrupamento político. Soa “estranho” que, constantemente, tentem associá-lo a coisas que divergem completamente do seu perfil, apenas para tentar “queimar” sua candidatura. Parece que ele está incomodando pessoas “poderosas” da cidade. Aracaju não é tão “grande” e aqui todo mundo se conhece! As pessoas têm história! Isso é jogo sujo!

 

Vem mudança aí!

Nos bastidores da política já se fala em uma reforma de cargos do governo do Estado. Já circulam nomes sobre secretários, secretários-executivos, presidentes e demais cargos do primeiro escalão. Os rumores dão conta que a turma será convidada a passar um período de reclusão, por conta de uma possível reforma administrativa que vem sendo desenhada.

 

Olha a mudança!

A informação é que apenas um auxiliar deverá assumir a Pasta que vem sendo comandada por seu atual chefe. Entre os rumores constam mudanças por questões técnicas, questões políticas ou até mesmo por acomodação. Terão que se desvincular logo após o período eleitoral para o início de uma nova era do governo “que chegou pra resolver”. Cenas dos próximos capítulos...

 

Hospital São José I

Quem não se lembra dos problemas registrados em meados de 2016, ainda na gestão do ex-prefeito João Alves Filho (DEM), muito criticado e contestado sobre os repasses financeiros da PMA para o Hospital São José e para o Hospital Cirurgia? No caso do segundo o município deixou de ter essa responsabilidade, mas sobre o Hospital da Zona Norte de Aracaju, parece que o problema voltou com tudo agora na gestão de Edvaldo Nogueira.

 

Hospital São José II

Nessa segunda-feira (26), o atendimento ambulatorial no Hospital São José para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) foi suspenso. A unidade não tinha recursos para a compra de insumos básicos que garantem seu funcionamento, e a Prefeitura de Aracaju foi responsabilizada pelo atraso no repasse das verbas. Lembrando que esse tema foi muito usado pelo então candidato a prefeito Edvaldo Nogueira, na campanha de 2016, contra a gestão de João Alves.

 

Culpa do Estado?

E o mais intrigante é que, em entrevista à TV Sergipe, na noite dessa segunda-feira, o representante da Secretaria de Saúde de Aracaju responsabilizou a falta de repasses do governo federal e do governo do Estado. Fala-se em um débito superior a R$ 4,3 milhões. O Estado, segundo a reportagem, informou que repassou os recursos semana passada. E, como perguntar não ofende, a PMA não recebeu milhões para combater a COVID? O dinheiro foi todo aplicado no Hospital de Campanha? E o Hospital São José?

 

Covidão vem aí!

Que ninguém se engane: milhares de irregularidades relacionadas à aplicação de verbas federais da COVID-19 estão sendo identificadas no País inteiro. Quando a campanha eleitoral acabar, é provável que “muita gente poderá ganhar e não levar”! Contratos suspeitos, dispensas de licitação, dentre outras coisas. Compras “fantasmas” de EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) e de outros serviços ainda vão colocar muitos gestores na cadeia! Os tempos são outros! Não custa aguardar...

 

Vai Safadão I

“O meu apelo aos governadores e prefeitos das cidades: olhem para o entretenimento! Não pode fazer show, mas podem fazer comícios! Não pode fazer show, mas praia tá lotada; não pode fazer show, mas voo comercial tá lotado; não pode fazer show, mas os cabarés estão funcionando! A gente precisa voltar a trabalhar! Perguntem ao povo! Todo mundo voltou e o entretenimento não voltou!”.

 

Vai Safadão II

O desabafo acima é do cantor Wesley Safadão, feito na madrugada do domingo (25), em sua live “Garota Vip”. Ele tem razão na cobrança. Quase todos os setores voltaram, há aglomeração por todo o canto, mas os eventos seguem suspensos. Será que só depois da eleição, a COVID “voltará a existir” para as autoridades?    

 

Bomba!

Este colunista recebeu a denúncia da zona oeste de Aracaju: nas carreatas diárias de um vereador da capital a coisa é feita de forma “escancarada” e nas redes sociais! Se estabelece um ponto de encontro e o horário, e já se anuncia a distribuição de 4 litros de gasolina ou R$ 20 em espécie para os motociclistas, devidamente trajados, que forem participar do ato político. Além do pagamento de R$ 100 por cada perfurado colocado nos carros. Tudo financiado por um político com excelente condição financeira. Parece engraçado, mas não é! A informação é que o caso está sendo denunciado no Ministério Público Eleitoral...

 

Exclusiva!

Ainda esta semana podem ocorrer desistências de diversas candidaturas a vereador em Aracaju. Tanto homens quanto mulheres estão revoltados com os compromissos que foram assumidos por presidentes de partidos, para filiação e registro de candidatura, e que não estão sendo cumpridos até agora com o repasse do fundo eleitoral. Como alguns nomes foram “selecionados” pelas legendas, a turma que não recebeu ajuda está ameaçando desistir em massa! O resultado? O partido não elege ninguém...

 

Clima esquentou!

Uma candidata a prefeita do interior do Estado veio cobrar, pessoalmente, durante uma panfletagem em Aracaju, o repasse do Fundo Eleitoral para sua campanha ao presidente do partido, que também disputa um mandato eletivo. Os ânimos ficaram tensos e por pouco a “baixaria” não foi geral! Ela veio acompanhada de uma comitiva de candidatos a vereador e está prometendo “botar a boca no trombone”! Pega fogo...

 

Confusão e ameaça

Tentando acalmar os ânimos, e bastante constrangido com a situação, o presidente contornou a situação tentando agendar uma reunião na sede do partido, para tentar encontrar uma solução para o problema. Por sua vez, a turma revoltada já avisou que, se o dinheiro não for repassado, os constrangimentos serão ainda maiores. Coisa de doido...

 

João Daniel I

O deputado federal João Daniel (PT) se reuniu com dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores da Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Sergipe (Sinter-SE). Os representantes da categoria apresentaram ao deputado uma proposta tem como objetivo a tentativa de viabilizar um projeto para melhorar a gestão de pessoal na Empresa Sergipana de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro).

 

João Daniel II

Na reunião estiveram presentes o presidente e o vice-presidente do Sinter-SE, Paulo Alves Filho e Xerxes Furtado, respectivamente e o diretor Jurídico, José Neviton Santos, acompanhados pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público de Sergipe (Sintrase), Diego Araújo.

 

João Daniel III

A ideia é que o deputado João Daniel possa ajudar nessa intermediação junto ao governo do estado para que seja realizado concurso público para melhorar a estrutura da Emdagro. Segundo Paulo, os últimos concursados que ingressaram na empresa foram do concurso de 2004, para engenheiro agrônomo e veterinário. Já para técnico agrícola, por exemplo, o último concurso foi em 1976. Paulo Alves destacou que os trabalhadores da base do Sinter-SE esperam que a interferência do deputado seja produtiva neste sentido. “Temos uma confiança muito grande em você”, declarou.

 

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) apelou ao poder público que adote as medidas necessárias para conter o assoreamento que vem ocorrendo às margens do São Francisco e que tem posto em risco a vida de moradores da redondeza, em especial, dos quilombolas do Mucambo, em Porto da Folha. “Temos acompanhado a aflição daquela comunidade que tem sido impactada com o desmoronamento de barrancos e que ameaça as construções do local”, falou a senadora, ao citar, ainda, o comprometimento da pesca em toda a região.

 

Maria do Carmo II

Maria citou que os dirigentes da Associação dos Quilombolas já denunciou o problema ao Ministério Público Federal, ao Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e à seccional sergipana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE). “Há um choque ambiental grande e é preciso que haja uma solução imediata para evitar mais danos às mais de 200 famílias que vivem na comunidade, assim como a todos os que tiram o sustento da atividade pesqueira”, disse Maria.

 

Maria do Carmo III

A senadora observou que há um risco real do assoreamento do rio atingir, também, a estrutura da igreja, erguida na localidade e recentemente reformada. “O Estado precisa agir com rapidez, pois se não houver uma ação célere, a região sofrerá prejuízos irrecuperáveis, não só do ponto de vista ambiental, mas também, financeiro”, alertou Maria do Carmo.   

 

Alese I

Os deputados estaduais voltam a se reunir, em ambiente misto, na manhã desta terça-feira (27) em mais uma sessão remota, por conta do novo coronavírus (COVID-19). Na tarde dessa segunda-feira (26), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luciano Bispo (MDB), em entendimento entre os líderes da situação e da oposição, definiu a pauta de votação para a sessão deliberativa.

 

Alese II

De autoria do deputado estadual Doutor Samuel (Cidadania) será apreciada e votada a indicação em que ele solicita ao governador, através da FUNCAP/SE, que sejam tomadas as medidas necessárias para que as luzes do Centro de Criatividade sejam acesas no período noturno.

 

Alese III

Já de autoria do deputado Capitão Samuel (PSC) serão apreciadas três indicações: na primeira ele solicita a reforma do Terminal Rodoviário Luiz Garcia, conhecido como “Rodoviária Velha”, em Aracaju;

 

Alese IV

Em outra indicação o deputado solicita ao governador para promover a reabertura de atividades educacionais, no que diz respeito aos cursinhos pré-vestibulares, no Estado de Sergipe; na terceira indicação Capitão Samuel solicita ao governador para viabilizar a nomeação dos excedentes aprovados no último concurso de Delegado de Polícia, sob o edital nº 7 de 12 de junho de 2018, em Sergipe.

 

Fundação Renascer I

Repercutiu nas redes sociais as recentes denúncias deste colunista sobre a Fundação Renascer. O sindicato dos agentes socioeducativos ratificou que o presidente Wellington Mangueira nada sabe dos equívocos que andam acontecendo por lá. Inclusive, conforme os sindicalistas vêm denunciando, o último diretor foi exonerado por práticas de desconhecimento do gestor maior da fundação!

 

Fundação Renascer II

Um sindicalista questionou: “A diretora anterior que foi conduzida por Welington Mangueira e fez uma série de desmandos, que culminou com a sua exoneração, também não era de conhecimento do presidente?”.

 

Fundação Renascer III

Em contato com este colunista, o mesmo sindicalista questiona: “É verdade que o Dr. Luis Alberto, jurídico da fundação, se vangloria informando que os pareceres das procuradoras do órgão são de acordo com os seus interesses? É verdade que ele anuncia nos bastidores que manipula as decisões do presidente? É verdade que o citado advogado almeja a função do presidente e se apresenta como afilhado de Laércio Oliveira e que o deputado o irá conduzi-lo à presidência? Será que o presidente não sabe nada disso também?”. Com a palavra o presidente Wellington Mangueira...

 

Pollon em Sergipe I

Aconteceu no Lounge do Clube de Tiro Pinheiro o 1º Encontro de Atiradores Esportivos de Sergipe. Para o evento, o convidado foi Marcos Pollon, advogado, especialista em legislação de controle de armas, fundador do Projeto Pró-Armas e presidente do Instituto Conservador.

 

Pollon em Sergipe II

Durante o encontro foram discutidos o tiro esportivo, defesa pessoal, legislações e políticas de incentivo ao esporte. Segundo Marco Pinheiro, CEO do Clube de Tiro Pinheiro, esta foi uma grande oportunidade para os entusiastas da modalidade conhecerem mais sobre as questões pertinentes ao tiro.

 

Pró-Armas

O Projeto Pró-Armas é uma iniciativa de produzir conteúdo sobre as questões políticas, filosóficas, jurídicas e técnicas sobre armas de fogo e o acesso civil às armas de fogo. Com este conhecimento organizar ações em prol da busca da restauração destes direitos fundamentais tais como viver e permanecer vivo por meio do acesso a legítima defesa.

 

Bertulino Menezes I

Candidato a vereador em Aracaju, o jornalista Bertulino Menezes (PSC) tem, entre as suas bandeiras de luta, a melhoria da iluminação pública da capital. “Aracaju é uma cidade escura! A iluminação pública só funciona na área nobre. Nos bairros mais periféricos temos ruas e avenidas completamente às escuras. E, além de iluminar, é preciso instalar câmeras para fiscalizar o que acontecer, reduzindo o índice de assaltos”.

 

Bertulino Menezes II

Para Bertulino falta disposição do poder público em atender a essa demanda. “Como vereador de Aracaju que ser esta voz, quero cobrar e defende intransigente que a Prefeitura cumpra o seu papel de iluminar a cidade, dar conforto à população e diminuir os registros de violência. Nossa intenção é dar tranquilidade às pessoas”.

 

Ninho de Noelza

Com o discurso de mudança e de renovação política, o empresário Ninho de Noelza (PSD) é candidato a vereador de Laranjeiras e seu projeto político vem ganhando adesões de vários segmentos no município. Em recente visita ao mercado municipal, Ninho teve excelente aceitação dos populares. Ele demonstra ter liderança e carisma e é um forte candidato para ocupar uma cadeira no parlamento a partir de 2021.

 

Henrique Santana

Com uma campanha “franciscana” Henrique Santana (PTB) é candidato a vereador em Aracaju e tem percorrido a cidade, de bairro em bairro, em busca do voto. Henrique tem procurado construir um projeto dentro do bairro Industrial e tem recebido o apoio de alguns políticos experientes como Zé Franco e o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho. Com humildade, vem se dedicando muito para surpreender nas urnas.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 

 




Tópicos Recentes