BAHIA

09/12/2020 as 09:33

Na Bahia, 97% dos 650 mortos por policiais no ano passado eram pessoas negras

O percentual é muito maior do que taxa de população negra em todo território baiano, que é de 76%, segundo o IBGE

<?php echo $paginatitulo ?>

Pessoas negras foram a maioria das mortas por policiais na Bahia, no Rio de Janeiro, em Pernambuco, no Ceará e em São Paulo, de acordo com dados de 2019 fornecidos via Lei de Acesso à Informação (LAI) pelas secretarias de segurança dos estados à Rede de Observatórios da Segurança e divulgados pela coluna do Guilherme Amado, da Época. 

A Bahia registrou o maior número proporcional de morte entre os quatro estados. Por aqui, 97% dos 650 mortos por policiais no ano passado eram pessoas negras. O percentual é muito maior do que taxa de população negra em todo território baiano, que é de 76%, segundo o IBGE.

Já em Pernambuco, 93% dos mortos pelos agentes eram pessoas negras. A taxa de negros na população do estado vizinho é de 61,9%. Ainda de acordo com dados divulgados pela coluna, no Ceará, a taxa é de 87%, mas o estado não classificou 77% dos registros, o que atrapalhando o levantamento.

O Rio de Janeiro vem em seguida na proporcionalidade: 86% das 1814 mortes do tipo em 2019 foram de pessoas negras, que representam 51% da população. Já em São Paulo, do total de mortos pela polícia, mais de 62% são negros, quase o dobro da população negra do estado, que representa 34% dos paulistas.




Tópicos Recentes