CULTURA E ENTRETENIMENTO

08/12/2021 as 19:01

Exposição ‘Cores da Gente’ propõe imersão nas artes plásticas de Sergipe

Realizada pelo Banese e Energisa, com apoio cultural da TV Sergipe, a exposição é uma iniciativa inovadora em comemoração dos 60 anos do Banese e 10 anos do Museu da Gente Sergipana


Geodesica<?php echo $paginatitulo ?>

Já pensou em conhecer e interagir com obras clássicas da história da arte sergipana por meio de recursos tecnológicos de última geração? Essa é a proposta da exposição interativa ‘Cores da Gente – Imersão e Emoção’, que estará aberta gratuitamente ao público de 11 a 22 de dezembro, das 12h às 20h, na área externa do Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda.

Realizada pelo Banese e Energisa, com o apoio cultural da TV Sergipe, a iniciativa faz parte da programação do Natal da Gente 2021, que celebrará os 60 anos do Banese e 10 anos do Museu da Gente Sergipana.

A exposição acontecerá dentro de uma estrutura espacial geodésica, cujo ambiente interno se transforma em uma superfície de projeção das obras em movimento, com a necessária licença poética, mesclando imagens e sons, e tornando possível vivenciar experiências sensoriais emocionantes. Durante a visita, o público conhecerá as representações artísticas de várias fases da história da arte em Sergipe, do século XIX ao XXI, através de 20 artistas póstumos sergipanos que são referenciais.

 

Obras emblemáticas

Para isso, foi necessário um criterioso trabalho de curadoria que garantirá representatividade e revelará os aspectos mais importantes do universo das artes plásticas em Sergipe. As vinte obras apresentadas nos conduzem a uma viagem lúdica por diferentes correntes estilísticas, do ‘Amarelo de Nápolis’, de Álvaro Santos, ao ‘Ponto do Bispo’, de Arthur Bispo do Rosário.

Um dos destaques é a mudança dos padrões estéticos ao longo do tempo, do academicismo, do qual Horácio Hora, Oseas dos Santos e Jordão de Oliveira são expoentes, para o modernismo, que ocorreu por volta do final dos anos quarenta do século XX em Aracaju, com o primeiro painel realizado por Jenner Augusto para o Bar Cacique Chá, localizado na praça Olímpio Campos.

 

Experiência multissensorial

A iniciativa cultural, educativa e lúdica, permite vivenciar a arte de forma diferenciada, repleta de experiências multissensoriais. A arte imersiva é a nova tendência entre exposições pelo mundo, para aproximar o público da obra de grandes artistas de diferentes épocas.

“A cada ano o Museu da Gente Sergipana busca novas inspirações e formas de celebrar essa época repleta de simbolismos. O aniversário do Banese e do Museu são mais motivos para tornar essa festa de fim de ano ainda mais marcante ao possibilitar aos sergipanos novas e modernas experiências com a sua cultura”, destaca o diretor superintendente do Instituto Banese, Ezio Déda.

 

Ascom Grupo Banese




Tópicos Recentes